Nelson Rodrigues por ele mesmo

Fernanda Montenegro Dramatiza na Arena Carioca Dicró

por Camille Rodrigues

Na tarde da primeira sexta-feira de outubro, Fernanda Montenegro subiu no palco da Arena Carioca Dicró, para fazer uma leitura dramatizada da obra de Nelson Rodrigues. O texto foi preparado a partir do livro “Nelson por ele mesmo”, escrito pela filha do autor, Sônia Rodrigues, que estava na platéia.

Durante a leitura, a atriz foi citada em uma das crônicas pessoais de Nelson, relatando como ela conseguiu que ele – mesmo muito atarefado na redação – parasse para escrever uma peça para ela. Fernanda ligou todos os dias durante 8 meses, insistindo até que Nelson escreveu “Beijo no asfalto.”

Amiga e admiradora de Nelson, a atriz contou algumas curiosidades sobre o dramaturgo, como o medo da cegueira. Durante uma das crônicas, Nelson escreveu sobre seu grande medo, o de ficar cego, que sabia que ele ou o irmão acabariam assim. Fernanda conta que o medo pode sim, atrair coisas negativas, um pressentimento e uma previsão do pior. Nelson acabou tendo um filho com a deficiência (narrado em sua crônica).

Também em seus textos, havia relatos das vezes que o jornalista sofreu com a tuberculose, ficou muito magro, pois não conseguia comer. A doença levou seu irmão, que esteve aos cuidados de Nelson até o último instante, onde novamente o autor adoeceu, devido à falta de alimentação.

Fernanda ainda conseguiu que Nelson à escrevesse outras duas peças: “Toda nudez será castigada”(1965) e “A Serpente” (1978) que por diversos motivos ela não pode fazer.

Após a leitura das crônicas a atriz teve uma conversa com o público, contou curiosidades do autor, expressou sua opinião em um desabafo: “ Eleé um ‘diamante Bruto!’” E Prosseguiu respondendo perguntas do público a respeito de sua longa experiência nos palcos e na tv. Incentivou os atores e diretores presentes na arena, a não desistirem do Teatro, e continuou dizendo “o teatro não se faz sozinho, teatro requer o outro. E é isso que o torna fascinante, porque é um estigma, você precisa aturar o outro e outro te aturar, que também é muito difícil.”

Prestigiando o evento, o blogueiro e também ator Joe Carvalho, 23 anos, contou sua experiência em ter participado do evento:

– Nelson Rodrigues, um dos maiores nomes do teatro brasileiro já seria incrível pelo próprio nome imortalizado em suas obras. Agora ter crônicas de Nelson lidas em uma leitura dramatizada feita por Fernanda Montenegro foi simplesmente fantástico. Fernanda entrou e só a sua postura no palco já mostrou que daquilo ela entende. Fernanda sentou e começou a leitura, não tem como desviar os olhos dela, ela prende, faz com que você viva a história contada. Realmente Fernanda Montenegro é tudo o que falam, ela é teatro, puro teatro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *